Google+ Canal Brasília: Março 2011

28 de março de 2011

Judô brasileiro conquista 17 medalhas em torneio em Portugal

Por Leandro Lisbôa

As categorias de base da Seleção Brasileira de Judô conquistaram no último final de semana (26 e 27/3) 17 medalhas no torneio European Cup, realizado na cidade portuguesa de Coimbra. No total, os brasileiros conquistaram cinco medalhas de ouro, quatro de prata e oito de bronze.

A Infraero é a patrocinadora oficial da Confederação Brasileira de Judô desde 2005, e apoia também a Seleção Paraolímpica Brasileira de Judô, por intermédio do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB).

No torneio, para ficar com a medalha de ouro, Mike Chibana (55Kg) venceu o belga Gert Maes. Já Ruan Silva (100Kg) garantiu o ouro ao vencer o brasileiro Jorge Fonseca, que lutou sob a bandeira da Federação Internacional de Judô.

A vice-campeã mundial de 2010, Águeda Silva (44Kg), conquistou o ouro na disputa europeia ao derrotar a também brasileira Bianca Gonçalves, que ficou com a prata. Já Fernanda Peinado (63kg), conquistou o ouro ao vencer a canadense Pinard Beauchemin. No meio-pesado, Talita Morais (78Kg) ficou com a primeira colocação após derrotar competidoras da Espanha, Itália e África do Sul.

As medalhas de prata, por sua vez, ficaram com os judocas Henrique Miniskowisky (90kg), Bianca Gonçalves (44kg), Jéssica Pereira (52kg) e Camila Nogueira (acima de 78kg). O bronze, por sua vez, foi conquistado por Gabriel Silva (60kg), Felipe Soares (81kg), Rapahel Warzee (100kg), Márcio Santos (acima 100kg), Nathália Mercadante (44kg), Alexia Castilhos (52kg), Adriana Souza (70kg) e Istelina Silva (acima de 78kg).

De acordo com o coordenador técnico das categorias de base da Confederação Brasileira de Judô, Luiz Romariz, o resultado dos atletas de base atesta a evolução do esporte no País. "É gratificante poder ver os atletas sem experiência se tornarem judocas focados e competitivos. Este período na Europa pode conduzir o Brasil a várias conquistas significativas", afirmou Luiz.

A Infraero e o Judô
Entre 2005 e 2010, a Infraero já investiu R$ 7,15 milhões no esporte, sendo R$ 1,75 milhão somente no ano passado.

Em 2011, a empresa investirá mais R$ 1,75 milhão, além de desenvolver o Avança Judô, um projeto social que oferece oportunidades para que crianças e adolescentes do entorno dos aeroportos possam desenvolver através do esporte o seu potencial como pessoas e cidadãos.

Para conferir esta matéria no site Clique aqui.

26 de março de 2011

GDF vai assumir Passe Livre

Por Renata Feldmann / Marcione Santana

Governo também vai tirar dos empresários do setor de transportes o controle sobre a bilhetagem eletrônica. Linhas entre aeroporto e centro do Plano Piloto só devem começar a rodar no próximo mês.

Os três anos em que a Fácil esteve responsável pela bilhetagem eletrônica do programa Passe Livre foram marcados por filas intermináveis e problemas com os recursos repassados pelo GDF. Hoje, o governo anunciou o fim dessa parceria. O governador Agnelo Queiroz assinou o decreto transferindo a gestão da bilhetagem para o DFTrans. Para o governo, esse é o primeiro passo para melhorar o transporte e ter o controle do faturamento do sistema e das linhas lucrativas e não rentáveis. 

A Secretaria de Transportes diz que não vai haver mudanças para a população. Quem usa o cartão eletrônico não precisa se recadastrar, o cartão continua valendo e o atendimento nos postos não será interrompido. Na prática, os passageiros vão demorar um pouco a mais a sentir os efeitos das mudanças. “No segundo ano de governo, estaremos com uma frota nova, com GPS nos ônibus e estaremos, mais do que tudo, com a população informada do horário em que seu ônibus vai passar”, explicou o secretário de Tranportes, José Walter. 

Ônibus novos, por enquanto, só os executivos que devem circular entre o aeroporto e o centro do Plano Piloto. Os ônibus ainda não foram emplacados porque a pintura não atende às determinação da lei. A promessa agora é que eles comecem a rodar no próximo mês. As linhas buscam atender principalmente os turistas. 

A Fácil informou que o convênio com o governo está vigente e que a empresa teve muitos custos para implantar o sistema. Disse ainda não sabe como será a transição. 


25 de março de 2011

Infraero disponibiliza Anuário Estatístico Operacional ao público

Por Leandro Lisbôa

A Infraero publicou em seu portal (www.infraero.gov.br) nesta quarta-feira (16/3) o Anuário Estatístico Operacional de 2010, que mostra para o usuário informações sobre o balanço de operações nos 67 aeroportos da Rede no ano em questão. Entre os dados que podem ser consultados, estão o movimento de aeronaves, passageiros, carga do porão de aeronaves e mala postal nos aeroportos administrados pela Infraero. Todos os dados do Anuário Estatístico Operacional de 2010 podem ser baixados em um único arquivo no formato pdf com informações das regionais e dos aeroportos da Infraero.

O anuário está disponível no endereço http://migre.me/47ke8, abaixo da tabela de estatísticas dos aeroportos. A tabela também dispõe dados úteis de movimentação nos aeroportos da Infraero a partir de 2003.

Vale destacar que os dados de carga disponibilizados nesta página se referem à carga de porão de aeronaves. Para informações sobre cargas nos Terminais de Logística de Carga da Infraero – Rede Teca, os Boletins Estatísticos de Movimentação das Cargas estão disponíveis no link http://migre.me/47khU, na página da Infraero Cargo.

Confira esta matéria no site Clicando aqui.

Semana termina com clima tenso na Câmara Legislativa

Por Raquel Porto Alegre

Chico Vigilante, PT; Celina Leão, PMN, e Liliane Roriz precisam de se defender de acusações em que são suspeitos.


São três deputados que precisam se defender de acusações. Entre eles a deputada Liliane Roriz, do PRTB, tenta comprovar que não recebeu apartamentos em troca de empréstimos do BRB para empreiteiras durante o governo do pai dela, Joaquim Roriz. 


Já Celina Leão, do PMN, que é presidente do Conselho de Ética disse que por enquanto não vai abrir mão do cargo. Ela é acusada de favorecer familiares na administração de Samambaia em obras na cidade e de ser conivente com o nepotismo e com a contratação de funcionários fantasmas enquanto era chefe de gabinete da então deputada federal Jaqueline Roriz, PMN. 

Somente em um corredor da Câmara Legislativa ficam oito gabinetes e em três deles, o clima é de investigação. É um deputado de olho no outro. Chico Vigilante, do PT, pediu que a mesa diretora apurasse denúncias contra a deputada Celina Leão. Ela é suspeita de envolvimento num suposto esquema de desvio de dinheiro na administração de Samambaia e de nepotismo na época em que era chefe de gabinete de Jaqueline Roriz, na Câmara Distrital. 

Enquanto isso, ele se defende de denúncia de um morador de Ceilândia que questiona as doações de campanha do deputado. “Primeira coisa que fiz foi pedir à mesa diretora que instaure o processo e se a procuradoria dizer que existe alguma coisa. Caso exista, imediatamente eu me afasto”, fala Chico Vigilante, PT. 

Celina Leão, do PMN, diz que foi ao Ministério Público esta semana e pediu aos promotores todas as denúncias que evolvem o nome dela. A deputada diz que foi só chefe de gabinete de Jaqueline Roriz e que não tem nada haver com qualquer atitude errada que a parlamentar tenha cometido. “Eu não era nada no governo passado. Fui chefe de gabinete por dois anos, estou absolutamente tranquila. E eu vou atrás da apuração dos fatos, pois quero enteder qual é o jogo político que está acontecendo”, fala. 

Já no gabinete vizinho, Liliane Roriz, do PRTB, apresentou as declarações de imposto de renda dela e da filha. Ela nega ter recebido de uma construtora dois apartamentos em Águas Claras, em troca da liberação de empréstimo no BRB, quando o pai, Joaquim Roriz era governador. “Estou aguardando um comunicado do Ministério público para esclarecer esse assunto. Eu desconheço essa movimentação de que existiu ou não da liberação de crédito para empréstimo”, disse Liliane. 

O presidente da Câmara Legislativa, deputado Patrício, informou que já pediu ao Ministério Público toda a documentação sobre as denúncias que envolvem a agora deputada Celina Leão. Assim que tiver esses documentos vai tomar uma decisão a respeito. Ele disse ainda que tudo vai ser investigado e nada será escondido.

Emagrecer de forma saudável exige disposição e paciência (Mais paciência que disposição)

Os exercícios devem ser feitos de forma
equilibrada
Nem sempre é simples perder peso ou encontrar motivação para começar a fazer exercícios e ter uma dieta mais saudável, mas, como explica o especialista e colunista Marcos Paulo Reis para a Band News FM, aos poucos é possível se adaptar a um ritmo de vida mais saudável.
Segundo Reis, quem está afastado das atividades físicas e deseja voltar à ativa, é preciso ir com calma. O importante é manter as atividades naturais, como caminhar e subir escadas, fazendo com que a volta aos exercícios seja mais rápida. O especialista explica, no entanto, que é preciso voltar de forma tranquila à rotina de exercícios para não sobrecarregar o corpo. 
Quando o objetivo é ganhar massa muscular, como é o caso de muitos magrinhos que têm dificuldade em engordar, é preciso diminuir as atividades aeróbicas e aumentar a alimentação, sempre acompanhado de um nutricionista. Quem pretende ganhar uns quilos a mais também pode considerar fazer musculação para incrementar a massa muscular. 
E mesmo quem tem uma rotina complicada pode conseguir deixar o sedentarismo de lado e ter uma vida mais saudável. De acordo com Reis, práticas simples como se hidratar ao longo do dia e fracionar a alimentação fazendo lanches leves podem ajudar a compor uma dieta mais saudável.
Já no quesito exercícios, caminhadas leves podem ser uma boa opção para quem está começando. O ritmo deve ser leve no começo, como três vezes por semana durante 30 minutos, e deve ser aumentado aos poucos.

20 de março de 2011

A estreia do espetáculo "Caras do Brasil" foi um sucesso

Por Leandro Lisbôa

Com a estreia realizada no último dia 11 de março a Cia Teatral Icambalacho mostrou a que veio com a apresentação das nove cenas que compuseram o espetáculo "Caras do Brasíl". 


A galera riu muito, se divertiu, participou das apresentações e deixou o grupo ainda mais feliz e disposto a dar sempre o melhor para divertir aqueles que impulsionam o nosso sucesso, ou seja, o público. 

Confira algumas fotos do espetáculo de estreia. (Clique nas imagens para ampliá-las).

Abertura do Espetáculo.


Cooper!


Os Pedintes. Magda, a pedinte do povo!


Mandinga.





Politicagem. Com Joaquim da Periferia.
Sorrildo Sorriso.




Entre problemas e pobremas. - Participação da plateia. (Amanda, no canto direito).


Entrada da sala Conchita de Moraes.


4 de março de 2011

Voos internacionais mistos incentivam o transporte de cargas na Rede Infraero

Por Leandro Lisbôa

Além de servir como porta de entrada dos principais destinos turísticos brasileiros, os aeroportos da Rede Infraero trabalham com voos mistos, ou seja, que transportam passageiros e cargas. Estes voos possibilitam o escoamento de produtos para exportação, funcionando como alternativa para produtores e empresários de regiões onde não existem voos apenas cargueiros.

Voos internacionais da classe mista aquecem a economia brasileira, pois servem como opção para impulsionar a importação e exportação de diversos produtos. As mercadorias mais beneficiadas são as de baixo valor agregado, como flores, peixes, calçados e artigos em couro. As companhias disponibilizam os porões de suas aeronaves para o transporte de cargas em voos mistos de acordo com a demanda de passageiros.

Neste tipo de voo, também são transportadas as cargas importadas do Ministério da Saúde. Entre os materiais, estão coquetéis para o tratamento da AIDS, preservativos masculinos e produtos hemoderivados. As cargas do Ministério da Saúde representaram 60% do peso total movimentado no Terminal de Logística de Carga Aeroporto Internacional de Brasília/Juscelino Kubitschek (DF) em 2010, e recebem isenção total no pagamento das Tarifas de Armazenagem e Capatazia (TAC).

De acordo com Marcos Francisco Ferreira da Trindade, gerente de Logística de Carga do Aeroporto de Brasília, os voos mistos internacionais trazem muitos benefícios para as regiões que os recebem. “Este tipo de voo possibilita a movimentações da carga com baixo custo nas importações e exportações e rapidez do desembaraço aduaneiro. Sem a possibilidade de voos diretos gerada pelos voos mistos, muitas cargas teriam que ser direcionadas para outros centros”, explicou o gerente.

Aeroportos da Rede Infraero com voos mistos

O Aeroporto Internacional de Brasília tem voos mistos operados por Gol, Delta Airlines, TAP, TAM, Taca e Lan Peru, que vão para Rosário, na Argentina; Atlanta e Miami, nos Estados Unidos; Lisboa, em Portugal; Lima, no Peru; e Aruba, próximo à Venezuela. Os voos transportam principalmente mamão, cargas diplomáticas (para embaixadas) e equipamentos para portões eletrônicos.

No Aeroporto Internacional de Porto Alegre/Salgado Filho (RS), cinco empresas operam com voos mistos internacionais. As empresas Gol, Aerolineas Argentinas, TAM, Pluna e Taca fazem voos para Buenos Aires e Rosário, Argentina; Córdoba, Espanha; Montevidéu, no Uruguai; e Lima, totalizando 52 voos semanais.

No Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre (PE), três empresas cobrem voos mistos. TAP, Iberia e TAM operam nesta categoria com voos para Lisboa, Madri (na Espanha) e Buenos Aires, respectivamente. Já em Fortaleza, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, as empresas que operam estes voos são TAP, Ibéria, Air Italy e Tui Airlines, com voos para Lisboa, Madri, Itália e Holanda. No Aeroporto Internacional de Confins/Tancredo Neves (MG), American AirLines, Copa Airlines, TAM e TAP com voos para Miami, Panamá, Buenos Aires e Lisboa.

Mais informações sobre os trabalhos de logística de carga da Rede Infraero podem ser obtidas no site da Infraero (www.infraero.gov.br), na seção "Infraero Cargo", onde são detalhados os trabalhos e a funcionalidade da rede de Terminais de Logística de Carga da companhia. O endereço direto para o "Infraero Cargo" é http://www.infraero.gov.br/index.php/br/rede-infraero-cargo.html.

1 de março de 2011

Icambalacho em "Caras do Brasil"


O Icambalacho é uma Cia teatral criada no Distrito Federal em meados de 2010. O espetáculo “Caras do Brasil”  o é de Elmo Ferrér e é dirigido por Ronaldo Camelo. 
A Cia. irá mostrar em nove atos cômicos as diferentes situações que acontecem em todo o país e que definem o povo brasileiro. Qualquer semelhança com a vida real, não será mera coincidência.

O espetáculo estará em cartaz nos dias 11, 12 e 13 de março na Sala Conchita de Moraes no Teatro Dulcina – Distrito Federal.


Sexta, dia 11 – às 21h
Sábado, dia 12 – às 17h e 21h.
Domingo, dia 13 – às 17h e 20h.

Ingressos a venda no Instituto de cultura arte e música de Brasília – ICAM
Meia entrada: R$ 10.
Mais informações: 3242-8394
Classificação Indicativa: 12 anos.